A Escola

História

Sua origem data do ano de 1995 quando o Curso Técnico em Química foi transferido da também escola técnica CEMEP. A vocação industrial, em especial a indústria química, do município de Paulínia despertou o interesse do poder público em oferecer mão de obra qualificada que aliava os interesses da indústria com os interesses dos munícipes paulinenses ao proporcionar novas possibilidades de empregos. O que era uma ideia inicial de um curso técnico evoluiu para agregar novas oportunidades ao proporcionar concomitantemente um curso de Ensino Médio. Além da possibilidade de emprego em empresas de grande porte, os alunos conseguem acesso às universidades públicas do país.

Já o curso de Enfermagem em nível médio existe desde 1990 na cidade de Paulínia. Inicialmente, com formação básica de Auxiliar de Enfermagem, as aulas eram ministradas no Hospital Municipal de Paulínia e no Centro Municipal de Ensino Profissionalizante (CEMEP). A criação do curso deveu-se a necessidades de adequação dos profissionais de enfermagem que atuavam como Atendentes. De acordo com as mudanças da legislação, os serviços hospitalares foram forçados a capacitar seus profissionais. Nesta mesma época foram criados os cursos de Auxiliar de Enfermagem no ]Hospital de Clínicas da UNICAMP, Hospital Dr. Celso Pierro (PUC-Campinas) e Centro Médico de Campinas.

A autorização para funcionamento como Curso Técnico em Enfermagem ocorreu em 1999 quando o curso foi transferido para a Escola Técnica de Paulínia (ETEP). O curso forma profissionais que são absorvidos pelos serviços de saúde da rede pública e hospitalar da cidade de Paulínia e região metropolitana de Campinas.

Assim a escola forma não somente profissionais preparados para o mercado de trabalho como também cidadãos críticos, aptos para estudos posteriores com possibilidade de ascensão na área de formação técnica profissional bem como em outras áreas do conhecimento.

Fachada

Plano Político Pedagógico
Ensino Médio e Técnico

Diretor
Alfredo Mario Rojas Schereiner

 

Anúncios